Debate aponta que 5G precisa democratizar conectividade

Debate aponta que 5G precisa democratizar conectividade
09 out 2021

Transcrição
AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DEBATEU A IMPLEMENTAÇÃO DA TECNOLOGIA 5G NO BRASIL PROCESSO DE LICITAÇÃO DE RADIOFREQUÊNCIAS, JÁ INICIADO PELA ANATEL, TEM JULGAMENTO DE PROPOSTAS E LEILÃO PREVISTOS PARA O DIA 04 DE NOVEMBRO. REPORTAGEM DE REGINA PINHEIRO Autor do requerimento para a audiência, o senador Jean Paul Prates do PT do Rio Grande do Norte, que é relator na Comissão de Ciência e Tecnologia da avaliação da política pública de implementação das redes móveis de quinta geração, espera que o 5G não aumente o fosso de diferença social:   Todos nós ouvimos falar das maravilhas do 5G, da possibilidade de ter veículos autônomos, robotização… Mas, nós todos temos uma preocupação também: é não aumentar o fosso de diferença social. Porque se isso chegar para poucos e nós tivermos, eu sempre dou esse exemplo: um camarada chegando a uma festinha em Campos do Jordão com seu Porsche autônomo, com 5G conectado… E lá no interior da Amazônia, no interior dos nossos estados  do Nordeste, tivermos pessoas que mal acessam o 3G… Há pessoas que vão dar um salto tecnológico, um salto de produtividade, um salto de qualidade de vida e outras que vão ficar abandonadas, para trás. O Superintendente de Planejamento e Regulamentação da Anatel, Nilo Pasquali informou que as discussões do leilão começaram há 2 anos e que no dia 27 de outubro haverá a entrega da documentação e de propostas. Nilo Pasquali afirmou que um dos objetivos do leilão é trazer conectividade para as localidades no interior do Brasil: É importante a gente ter em mente: o Brasil, ele tem mais de 21 mil localidades. “Localidades” é um conceito que o IBGE estabelece como sendo áreas urbanas, aglomerados, vilas, vilarejos… São áreas onde há população. Temos mais de 9 mil localidades em que não há cobertura 4G, nem disponível… Ou se há alguma coisa, ela não está razoável, ela não atende suficientemente à localidade. Então, o objetivo do leilão , um deles é trazer conectividade para todas essas localidades no interior do Brasil. O Coordenador de Pesquisa e Desenvolvimento da Secretaria de Empreendedorismo e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, Rubens Caetano falou sobre como o 5G pode afetar positivamente a economia brasileira:  A Ondia em parceria com a Nokia elaborou um estudo que previu até 2035 uma injeção US$ 1,2 bilhão  na economia brasileira, em termos de receita. Em termos de produtividade e serviço em torno de US$ 3,1 bilhões. O Diretor da Secretaria de Infraestrutura Hídrica, de Comunicações e de Mineração do Tribunal de Contas da União, Paulo Sisnando Rodrigues De Araújo informou que o TCU vem acompanhando todo o processo do leilão do 5G, fazendo propostas de melhorias no edital com o intuito de reduzir a exclusão digital. Da Rádio Senado, Regina Pinheiro

Compartilhar: